Só!


"minha vida afetiva foi ficando escassa
depois rarefeita
depois rara
depois nunca."

*Ana Elisa Ribeiro